Imprimir

Circuito Arqueológico Freixo de Numão

Quando visitar Freixo de Numão, uma das paragens obrigatórias é, o Museu da Casa Grande, instalado num solar barroco (segunda metade do século XVIII), onde se encontram muitos locais de arqueologia e etnologia, bem como um quintal anexo, com ruínas romanas, medievais e modernas, tendo sido ali encontrados materiais que marcam, a longínqua Idade do Ferro.

Desde a chegada dos Romanos, podem ser vistos vestígios por toda a parte nos limites e orlas de Freixo de Numão. No estágio de aprendizagem avançada, existem algumas casas de campo: do Prazo, com três ocupações (1/2 séc. d.C., segunda metade do séc. III d.C. e era Constantino séc. 14 d.C.); Rumansil (ocupada na segunda metade do século III d.C. ao séc. V d.C.); Zimbro II (Período de ocupação que vai do séc. I ao séc. IV d.C.; Colodreira/ Escorna de Bois (Período de Ocupação vai do final do séc. II ao séc. VI). No que é hoje a área urbana da freguesia de Freixo de Numão, deve ter existido um importante castro (Idade do Ferro), depois fortemente romanizado. Vestígios de um grande vicus ou até mesmo de uma provável civitas, jazem debaixo de casas e ruas da zona antiga da freguesia. Referência (através de achados epigráficos) a deuses e deusas como Juno, lovi (Júpiter), Lares, Breaegui, Turocicis favorecem as suspeitas da existência dessa civitns!

O castelo Velho é outro dos pontos a visitar, é ao mesmo tempo um sítio arqueológico e miradouro e as suas escavações permitiram o estudo de uma aldeia do terceiro ao segundo milénio a.C. (Idade do Cobre e do Bronze).

O Vale Ferreiro e da Painova são dois exemplos de vestígios importantes da idade do Cobre, denominada de Calcolítico. No entanto, é no sítio do Prazo que os valiosos vestígios do Neolítico Antigo começam agora a ser expostos, também o Alto dos Barreiros, o Alto de Santa Eufémia e a localização do castelo de Freixo de Numão nos têm vindo a surpreender.

Da Alta e Baixa Idade Média, os vestígios mais significativos encontramo-los na Igreja Medieval do Prazo. Variados tipos de sepulturas, infra e extra-muros da "velha igreja", quererão indicar-nos tempos diferentes, rituais distintos executados por homens de diferentes épocas. Cerca de quatro dezenas de esqueletos foram exumados e encontram-se em fase de estudo.
No sítio do Laranjal, quatro lagaretas escavadas na rocha contam-nos a importância de todo o vale para a produção de vinho na época do imperador. Em bom estado de conservação encontra-se o troço de 500 metros de calçada romana no lugar de Regadas, bem como uma lagareta cavada na rocha, ferraria e provável Mutatio.

No fundo das Regadas pode-se ainda apreciar um raro exemplar de Moinho de Cubo com a data de 1715.

A juntar a este valioso património arqueológico, um riquíssimo património natural, onde sobressai a Reserva Florística da Mela, O Forno-Anta da Colodreira, as quedas de água do Pontão das Três Bocas.

Por tudo isto, a zona de Freixo de Numão (antiga S. Pedro de Freixo) merece a nossa e vossa visita.

  

1 - CASA GRANDE (Museu) com ruínas arqueológicas
2 - Povoado do Castelo Velho (Calcolítico e Bronze)
3 - Prazo (ruínas romanas e medievais)
4 - Rumansil (villa rústica romana do séc. III d.C.
5 - Calçada romana no Lugar das Regadas (500 m)
6 - Moinho das Regadas (Moinho de Cubo de 1715)
7 - Zimbro II (Villa rústica romana do séc. III d.C.)
8 - Colodreira / Escorna Bois - sítio arqueológico romano

 

Marcação de visitas, refeições e alojamentos contactar


A.C.D.R. de Freixo de Numão 

Avenida Professor Guilherme Cunha

5155- 235 Freixo de Numão
Tel.: (+351) 279 789 573 / 184

Fax.: (+351) 279 789 573

e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Museu da Casa Grande

Rua Direita

5155-246 Freixo de Numão

Tel. 279 789 117 / 279 788 145

E.mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.