Património Arquitectónico e Arqueológico

 

Se há Municípios com um grande acervo de valores patrimoniais, o de Vila Nova de Foz Côa está entre os primeiros. E se quisermos fazer um pormenorizado inventário do seu património arquitectónico e arqueológico, muitas páginas seriam necessárias. Trata-se de um Concelho formado por vários outros antigos concelhos, a que a Reforma Liberal veio dar a sua actual configuração. Por tal via, a extraordinária monumentalidade dos concelhos extintos agregou-se à da sede do concelho-nuclear - Vila Nova de Foz Côa -, constituindo um conjunto notoriamente invulgar.

 

No caso das terras de Foz Côa, que estas possuem, na sua área, os mais raros testemunhos do passado, que têm merecido aprofundados estudos pelos mais distintos arqueólogos, desde as centenas de gravuras rupestres aos lugares onde tem sido possível documentar a multi-secular presença humana. Encontram-se, por exemplo, neste Concelho, já descobertos e classificados, cerca de 195 "sítios" de interesse arqueológico (v. "Carta Arqueológica do Concelho de Vila Nova de Foz Côa", de António N. S. Coixão - 2ª edição, da CM - 2000).

 

Castelos, castros,  igrejas, capelas, pelourinhos, solares, pontes e estradas romanas, fazem só por si uma relação que dignifica qualquer concelho. Bastará olhar para a leque/portfolio que se segue, para verificar que não se esgotam todos os valores do Concelho. Aqui apresentamos excelentes sugestões para efectuar uma visita a todas as freguesias, cujos naturais, a par das riquezas que querem que apreciemos, são suficientemente hospitaleiros para nos deixarem agradáveis recordações.

 

Almendra

- Ruínas de Calábria, Caliábria ou Calábriga;
- Igreja Matriz (séc. XVI);
- Solar dos Viscondes do Banho (barroco);
- Casa dos Condes de Almendra;
- Pelourinho;
- Igreja da Misericórdia (séc. XVI).

Castelo Melhor

- Castelo (do período Lionês);
- Gravuras rupestres paleolíticas da Penascosa.

Cedovim

- Casa Grande (estilo barroco);
- Pelourinho;
- Capela de S. Sebastião.

Chãs

- Gravuras rupestres paleolíticas da Quinta da Barca;

Custóias

- Capela de N.ª Sra. da Graça (raiz românica).

Freixo de Numão

- Igreja Matriz (de raiz românica);
- Solar Da Casa Grande (barroco) com museu de
Etnografia e ruínas arqueológicas;
- Capela de N.ª Sra. da Conceição (1654);
- Capela de Sto. António (1622); Santa Bárbara (capela roqueira);
- Pelourinho (1789) ex-Domus Justitiae/1601)/; ex - Domus Municipalis (barroco, com armas de D. Maria I);
- Arquitectura rural;
- Complexo Arqueológico (Castelo Velho, povoado do Calcolítico e Bronze);
- Prazo, ruínas neolíticas, romanas e medievais;
- Calçada romana, entre outros.

Horta

- Povoado pré-histórico do Castanheiro do Vento;
- Pelourinho.

Mós

- Solar dos Assecas (com pedra de armas).

Murça

- Igreja Matriz;
- Bairro do Casal (arquitectura rural) com a Capela de S. João (séc. XVII).

Muxagata

- Cruzeiro (cúpula piramidal); Fonte da Concelha (séc. XVI);
-  Solar dos Donas Boto (séc. XIX);
-  Igreja Matriz;
- Pelourinho e antiga casa da Câmara e Tribunal;
- Gravuras rupestres paleolítico da Ribeira de Piscos;
- Museu e ruínas da Quinta de Santa Maria.

Numão

- Castelo (de raiz anterior à Nacionalidade);
- Igreja Matriz; Capelas de Sta. Eufêmia e Sta. Teresa;
- Casas judaicas;
- Sepulturas antropomórficas no Castelo;
- Inscrições rupestres romanas do Areal, Telheira e Conde (Ribeira Teja; lagares   romanos no Arnozelo.

Santa Comba

- Fonte da Mó (1829);
- Arquitectura rural (séc. XVIII).

Santo Amaro

- Arquitectura rural.

Sebadelhe

- Solar dos Donas Boto;
- Brasão da família Sampaio e Melo;
- Capela de S. Sebastião;
- Igreja Matriz; Fonte de cima (Cúpula piramidal, séc. XVIII); Fonte de Baixo       (com  brasão).

Seixas

- Igreja Matriz;
- Solar dos Aguilares (barroco);
- Fonte dos cântaros;
- Castelo Velho (Bronze e Ferro).

Touça

- Pelourinho;
- Casa dos Albuquerques;
- Forno comunitário da telha;
- Arquitectura rural.

Vila Nova de Foz Côa

- Igreja Matriz (fachada manuelina);
- Pelourinho (manuelino);
- Caza Municipal;
- Capela de Sta. Quitéria (provável antiga sinagoga);
- Casa dos Andrades (com pedra de armas);
- Torre do Relógio, no sítio do Castelo;
- Capelas de S. Pedro e Sta. Bárbara;
- Capela de Sto. António (estilo barroco);
- Gravuras paleolíticas da Canada do Inferno;

- Gravuras paleolíticas da idade do ferro em Vale Cabrões e Vale José Esteves.