Apresentado estudo de viabilidade para a reabilitação da ligação ferroviária Pocinho/Barca d`alva

01

A Comissão de Trabalho para a reativação da Linha do Douro até Barca D` Alva, reunida hoje em Peso da Régua, identifica-se com o estudo de viabilidade para a reabilitação da ligação ferroviária Pocinho/Barca d`Alva, realizado pela Infraestruturas de Portugal.

A estimativa orçamental global do projeto e empreitada para o troço Pocinho/Barca de Alva corresponde a cerca de 75 milhões de euros, dos quais 59 milhões serão destinados a obra e o restante a estudos, projetos, fiscalização e estaleiro.

A reabertura desde troço da Linha do Douro irá potenciar a COESÃO TERRITORIAL, uma vez que será feita a ligação de territórios do litoral ao interior, através de uma linha ferroviária, que faz parte integrante da história, da economia e da vida das populações, a qual acompanha, desde o município de Baião a Barca D’Alva, a única via fluvial navegável, identificada no mapa da rede transeuropeia de transportes. Estima-se que o ganho, em termos de tempo de percurso, entre Pocinho e Barca D’Alva seja superior a 30 minutos, comparado com a alternativa rodoviária existente.

No que respeita ao TURISMO, com a complementaridade entre os diversos meios de transporte disponíveis, poder-se-á potenciar ainda mais o designado turismo ferroviário e/ou fluvial que o Douro atualmente proporciona. A extensão dos atuais serviços regionais e/ou criação de serviços ferroviários específicos (ex. do comboio histórico a vapor ou Miragaia) irá aumentar significativamente a oferta turística da região.

A ECONOMIA REGIONAL será influenciada positivamente com o aumento do fluxo turístico previsto, o que se traduzirá na dinamização do comércio local, do alojamento e da restauração e, por conseguinte, no incremento do emprego local.

A Linha do Douro, na sua plenitude, permitirá unir áreas de património cultural e natural classificados, nomeadamente, o Alto Douro Vinhateiro, o Parque Arqueológico do Vale do Côa e o Parque Natural do Douro Internacional. A reabertura deste troço permitirá ainda valorizar o território, possibilitando o usufruto do património histórico-cultural e a preservação da sua autenticidade.

A reabertura do troço Pocinho/Barca de Alva contribuirá positivamente para a Meta das Alterações Climáticas, pois a circulação será assegurada por material circulante elétrico, não havendo emissões de gases com efeito de estufa. A utilização de um modo de transporte mais eficiente, permitirá a transferência de modos de transporte mais poluentes, como é o caso do rodoviário e fluvial, com redução significativa de emissões de ruído e vibrações, o que contribuirá para a qualidade de toda a região.

A Comissão de Trabalho para a reativação da Linha do Douro até Barca D`Alva.

Na Fotografia:
Eng. Beraldino Pinto Vice-Presidente CCDR-N
Dr. Luís Pedro Martins, Presidente Turismo Porto e Norte
Dr. José Manuel Gonçalves, Presidente Câmara do Peso da Régua
Dr. João Paulo Sousa, Presidente Câmara de V N Foz Coa


Contactos

Município de V. N. de Foz Côa
Praça do Município
5150-642 Vila Nova de Foz Côa

correio@cm-fozcoa.pt

279 760 400

41°05'00.2"N 7°08'09.6"W

© 2022 Município de vila Nova de Foz Côa - Todos os direitos reservados.

Menu